Pular para o conteúdo principal

Extraindo áudio de DVDs no Linux com Devidify


Introdução
Encontrar funções básicas no Linux não é uma tarefa difícil quando se tem um bom gerenciador de programas. O problema é que nem sempre encontramos o programa que desejamos, ou pelo menos algum que tenha a função que desejamos. Um ripador de áudio de DVD é um deles. Nos repositórios do Mandriva, por exemplo, não encontramos facilmente um programa eficiente com esta função. Em uma pesquisa realizada, durante um bom tempo, na Internet foi encontrado o programa Devidify, que extrai o áudio de DVDs com os títulos divididos como no próprio.

O Devidify
O Devidify é um software destinado à extração de áudio de DVDs. Ele surgiu da necessidade do desenvolvedor em ouvir as músicas de shows dos seus DVDs em aparelhos portáteis, e havia um impasse para essa extração, onde era necessário converter o vídeo em áudio e depois dividir faixa por faixa. O programa foi desenvolvido em Python e com interface GTK, funcionando como um frontend para utilitários em linha de comando, que são requisitos para o seu funcionamento.



Requisitos/Dependencias
O Devidify roda sobre a plataforma Linux, e necessita de alguns softwares para realizar as suas funções, são eles: Python e PyGTK, GTK, MPlayer, lsdvd, lame e oggenc.

Instalação
A instalação é simples, e será tratada aqui esta no Mandriva Linux 2011, mas pode ser usada em outras distribuições, podendo mudar apenas o nome dos pacotes, mas os requisitos são os mesmos. Para começar, já temos por padrão o Python, PyGTK, GTK e MPlayer instalados, se sua distribuição não tiver, instale através do gerenciador de pacotes padrão, é necessário também instalar o lsdvd e oggenc que podem ser encontrados no instalador de programas do Mandriva, o oggenc faz parte do pacote vorbis-tools, então instale-o. Caso sua distribuição possua o pacote lame no gerenciador, instale-o, este não foi encontrado nas mídias padrões do Mandriva, então pode ser necessário realizar o download e compilar, que é imensamente fácil.

Compilando e Instalando o Lame
Realizamos o download do arquivo em : http://sourceforge.net/projects/lame/files/lame/
Encontre a ultima versão, faça o download e descompacte-o em alguma pasta. Abra o terminal(console) e digite o comando para acessar a pasta, lembrando que os comandos são estes encontrados depois do # ou do $, sendo que, o que vem antes é só identificação do usuário logado no terminal e do servidor ou pasta onde o usuário se encontra, então acesse a pasta onde o arquivo foi descompactado:

$ cd /home/cledilson/Downloads/lame-3.99.4


Troque o endereço de acordo com a pasta onde você descompactou o arquivo do lame. Após acessar a pasta, precisamos rodar a configuração da compilação, mas antes vamos acessar a conta de administrador(root) para os próximos passos, assim:


$ su


Será solicitada a senha de root, digite e aperte Enter. Logo em seguida faremos a configuração utilizando um arquivo padrão para compilação deste tipo de programa, digitaremos o comando:

# ./configure

Aguarde a configuração. Logo após faremos a instalação usando o comando:

# make && make install

Aguarde a instalação estar completa, o que não demora, e deixe o terminal aberto.


Instalação do Devidify

Realizamos o download do arquivo em : http://code.google.com/p/devidify/downloads/list
Encontre a ultima versão, faça o download e descompacte-o em alguma pasta. Novamente no terminal, acesse a pasta dos arquivos descompactados do Devidify, e aplicamos o comando:

# python setup.py install


Aguarde a instalação estar completa, o que não demora, e feche o terminal.


Configuração
De alguma forma, o Devidify pode apresentar erros e não funcionar quando tentamos abri-lo. Então abra o KWrite ou qualquer outro editor de texto puro e digite no seu conteúdo:

[devidify]
ogg_quality = 6
mode = mp3
device = /dev/sr0
mp3_bitrate = 192
dir = /home/cledilson

Altere estas configurações de acordo com suas necessidades, a configuração do "dir" é obrigatória, pois será onde os arquivos exportados serão salvos. Agora salve-o na sua pasta local de usuário com o nome  ".devidifyrc" (sem aspas). Agora procure no menu da sua distribuição o Devidify ou digite "devidify"(sem aspas) no terminal para abrir o programa.

Usando o Devidify
O uso do Devidify é muito fácil. Basta inserir a mídia de DVD no leitor, clicar no botão na parte inferior chamado Scan DVD, selecione as faixas desejadas e clique em Rip Audio Track(s), aguarde a conclusão do processo e verifique os arquivos que foram salvos no local configurado anteriormente.

Conclusão
O Devidify é um programa que exige algum conhecimento básico(muito básico) no Linux, mas é de fácil instalação e configuração. Apresenta um bom nível de eficiência e supre a necessidade proposta pelo ele.

Referências

Site Oficial do Devidify
http://www.mahnamahna.net/museyroom/devidify/devidify.shtml

Site Oficial do Lame
http://lame.sourceforge.net/

Qualquer dúvida, crítica, sugestão, deixe um comentário, seu feedback é muito importante. Até a próxima postagem.

Postagens mais visitadas deste blog

Corrigindo erro ao instalar o Netbeans no Linux: UncaughtExceptionHandler in thread "main"

Ao tentar instalar o Netbeans 8.0.2 no Mageia 5, me deparei com um erro, onde ele não abria a tela de instalação, então rodei ele pelo terminal e tive a seguinte saída: 

$ ./netbeans-8.0.2-php-linux.sh
Configurando o instalador ...
Procurando por um JVM no sistema...
Extraindo dados para instalação...
Executando o assistente do instalador...

Exception: java.awt.HeadlessException thrown from the UncaughtExceptionHandler in thread "main"

Então após umas pesquisadas na Internet, cheguei à conclusão que era um problema no caminho do Java JDK que não está configurado corretamente, então basta executar o Netbeans informando o local do JDK:


./netbeans-8.0.2-linux.sh --javahome /usr/java/jdk1.8.0_25/
 No meu caso a localização do JDK foi "/usr/java/jdk1.8.0_25/', verifique o caminho da sua versão do JDK e também para sua versão do Linux. Acredito que esse erro possa acontecer no Windows em alguns casos, mas aí já é coisa pra um futuro tutorial.

Espero ter ajudado. Se te ajudou, com…

CSS: ID e Class, o que são e quando usar

Como muita coisa no temido CSS, muitas pessoas tem dúvidas em relação ao ID e Class, o que é normal. Então vamos ver de forma simples o que é cada um deles e quando usar.
ID é um identificador ou seletor para um elemento no HTML, e este deve ser único em todo o corpo do documento, e assim o CSS será aplicado para este elemento em específico. É algo que funciona como o número do documento de identidade, ou seja, é como devemos identificar os elementos como imagens, divs, parágrafos em nossa página. É também a forma mais correta para este fim, mas muitos usam classes – e funciona – mas não é indicado, e podem ter alguns problemas ao usar Javascript por exemplo, pois classe pode ser usada em vários elementos HTML da página, e o ID dever ser usado em apenas um. No CSS ele é identificado pelo sinal # (sharp) e no HTML o nome do ID fica no parâmetro id=”” sem o sinal #.
Exemplo: CSS #meuelemento{ color: #000; }
#meuOutroElemento{ color: #333; margin: auto; }
HTML
<div id=”meuelemento”&g…

Instalando placa de vídeo AMD Radeon no Kubuntu 14.04 e 14.10

Como sempre, é recomendado usarmos drivers livres em nossas distribuições, não pelo falo de serem livres, mas principalmente por terem sido melhores testados pela comunidade. Se sua placa de vídeo foi reconhecida pelo Kubuntu(ou qualquer outra distro) e usa o driver livre, recomendo que deixe-o assim, mas pode seguir este tutorial. Como todo fabricante, a AMD disponibiliza um drive para seu produto, e para controlar a placa de vídeo, existe o AMD Catalyst, que é quem faz o controle do sistema híbrido, uma interface na verdade, mas já vem tudo junto num pacote só!

Sistema Híbrido Intel/AMD Radeon
Há alguns anos vi um professor com um sistema híbrido em um notebook, é algo interessante, mas que pode trazer um pouco de dor de cabeça para usuários Linux, quando se trata de placas da AMD. Não vejo muitas reclamações de placas Nvidia em sistemas híbridos, o uso do Bumblebee parece ser simples e sem muito mistério. Não que instalar o AMD Catalyst seja coisa de outro mundo, mas acontece de oc…